CTA – Centro Temporário de Acolhimento Aricanduva

content image
Prefeito João Doria, Regional de Aricanduva Frigerio e os Secretários Municipais Claudio Carvalho do Investimento Social e Felipe Sabará da Assistência e Desenvolvimento Social.

Implantação do novo serviço contou com o apoio da iniciativa privada

Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Especial de Investimento Social, inaugurou dia 17 de julho o segundo Centro Temporário de Acolhimento (CTA) para pessoas em situação de rua, no Jardim Aricanduva, na Zona Leste da capital. O serviço funcionará 24 horas e será mantido por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e a Associação Nossa Senhora das Graças, ofertando 238 vagas de acolhimento e outras 100 vagas de convivência durante o dia. O novo serviço tem capacidade para receber 150 homens e 88 mulheres para pernoite em um sistema de alojamento, com espaços delimitados por divisórias e sem portas, com as áreas femininas e masculinas totalmente isoladas. O espaço foi construído para receber os novos conviventes, com delimitação das salas de atendimento, cozinha, ambulatório, um consultório de veterinário e um canil que abrigará até 24 cães. A equipe de atendimento é composta por 36 colaboradores, que exercem as funções de gerente de serviço, assistentes técnicos, assistentes sociais, técnico especializado, técnico de informática, psicólogo, agentes operacionais e um veterinário. Os primeiros conviventes encaminhados para o serviço serão os moradores em situação de rua da própria região. A implantação desse equipamento contou com o apoio de empresas da iniciativa privada como o grupo Via Varejo (linha branca), AOC (televisores), Elvi (cozinhas industriais), INAC (computadores), Leroy Merlin (suportes de tv), PETZ (produtos veterinários), Aliancce/Smartlav (lavanderia industrial), Caixa Econômica Federal (móveis para escritório) e a Farah Service (paisagismo). O prefeito João Doria ressalta a importância para a capital de parcerias com as empresas e se coloca à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.