Combate a Violência Social

content image
Deputado Ota, padre Rosalvinho, Keiko Ota e o subsecretario de Ciência e Tecnologia Roberto Sekiya

Iniciativa nacional por mais tolerância pede fim da violência com uma regra simples: a prática do perdão

A ONG Instituto Ives Ota e a Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV) se uniram para lançar o “Agosto Violeta”, uma iniciativa que visa expandir o alcance da Lei 13.47/2017 que institui o Dia Nacional do Perdão em 30 de agosto. 
“O objetivo do Agosto Violeta é propor o perdão como instrumento de tolerância entre as pessoas. Essa paz produz bem-estar na vida pessoal, familiar e profissional. Isso é demonstrado pela medicina integrativa e por diversos relatos de pessoas que melhoraram a qualidade de vida por meio dessa prática”, explica Ercy Paschoal, porta-voz e inspiradora do movimento. 
São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília já aderiram à iniciativa: o chafariz do Parque Ibirapuera e a ponte Octávio Frias de Oliveira (Estaiada), o Cristo Redentor e o Congresso Nacional serão iluminados na cor  violeta durante todo o mês de agosto.  
A cor violeta simboliza a transformação no plano físico e espiritual, e, no caso do Agosto Violeta, sugere a transição de uma cultura de violência que só gera medo e ansiedade para uma cultura de paz.