Governo investe em segurança na Capital

content image

O Governo investirá, por mês, cerca de R$ 4,8 milhões para pagar as diárias especiais de R$ 193,34 para oficiais e de R$ 161,12 para praças. Até o final do ano, com investimentos de R$ 44,5 milhões. A Diária Especial foi instituída por meio da Lei Complementar 1.227/13, sancionada pelo governador em dezembro de 2013

O governador Geraldo Alckmin autorizou o início da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM), que colocará mil policiais militares por dia a mais nas ruas da Região Metropolitana de São Paulo, da Baixada Santista e de Campinas. A Diária Especial permite aos policiais militares trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito a uma remuneração adicional. 
“Vamos ter maior número de policiais e nos pontos mais críticos. Estamos começando com mais de três mil PMs, o que vai garantir mil policiais por dia nas ruas. Eles vão para onde o registro de análise gerencial de crimes indicar, por exemplo o ladeirão e o CPA/M-9, na zona leste. É um ganha-ganha: ganha o policial que vai receber a mais por mês e ganha a população por ter maior números de policiais nos pontos mais críticos”, ressaltou o governador.
Os policiais trabalharão fardados, com equipamentos adequados e respaldo do comando da corporação. O efetivo, que também será empregado aos finais de semana, vai ajudar no combate à criminalidade ao reforçar o policiamento preventivo e ostensivo. Cada PM poderá trabalhar até 8 horas diárias fora da jornada normal, por até 10 dias no mês - um total de 80 horas -, para que o serviço extraordinário não prejudique o seu descanso.