Vigilância autua Santa Marcelina, pacientes do SUS são afetados

content image

A Vigilância Sanitária autuou Santa Marcelina nesta semana (5), por falta de profissionais e problemas estruturais; as alas de quimioterapia e UTI estão afetadas

Os itaquerenses e moradores de outras regiões que tanto precisam do Hospital Santa Marcelina em total funcionamento foram surpreendidos negativamente esta semana. Parte do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) do Hospital Santa Marcelina, instituição filantrópica de referência da Zona Leste, está suspensa desde terça-feira, 5. O fechamento aconteceu após a unidade, superlotada, ser autuada pela Vigilância Sanitária Estadual basicamente por dois motivos: por falta de equipe e problemas estruturais.
O pronto-socorro (PS) da unidade está com parte do atendimento paralisado. Também houve interdição parcial da ala de internação cirúrgica, do Ambulatório de Quimioterapia e de uma das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adulto - todos com atendimento exclusivo do SUS. 
Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde alegou que vem reorganizando a rede, oferecendo prioridade aos atendimentos de risco. Casos sem gravidade são levados a outras unidades da região. Atenção: atendimentos de alta complexidade são feitos no hospital do Tatuapé. A rede particular não sofreu alterações.
Opinião: É sabido que todos os hospitais da capital possuem superlotação e falta de equipamentos e departamento pessoal, caracterizando uma infinidade de irregularidades, mas autuar desta forma pode ser mais um problema sem solução para os paulistanos. Envie sua opinião para o Whatsapp do Itaquera em Notícias: (11) 97703.0615.