XXII Jornada Maçônica do Estado de São Paulo

content image

Um evento da Maçonaria Brasileira

Realizada em 24 de setembro de 2017, nas dependências da UniSant’Anna, à rua Voluntários da Pátria, 257 Bloco I - 5º e 6º Andar, a XXII Jornada Maçônica do Estado de São Paulo. O objetivo da tradicional Jornada Maçônica é oferecer um espaço para a integração sócio cultural de Maçons, oriundos de mais de uma centena de Lojas da Capital e do Interior de São Paulo e diversas cidades do país.
As Conferências e Palestras, realizadas por doutores, pesquisadores - historiadores, doutrinadores e formadores de opinião, os quais abordaram uma variedade de assuntos relevantes aos presentes que possuem a sede de conhecimento e estudos. Na sessão solene de abertura do evento, destacamos entre outros a presença do Grão Mestre Adjunto do Grande Oriente Paulista, Irmão Fernando Fernandes, que se pronunciou, favorável a educação e cultura maçônica, destacando a Jornada e seu papel relevante na cultura maçônica do país, também do Grande Oriente Paulista, o grande colaborador da Jornada pelas suas palestras em diversas edições, o Grão Mestre de Honra, Irmão Jurandir Alves Vasconcelos.O programa abrangeu uma apurada análise da conjuntura brasileira atual com ênfase para os temas: históricos, géo- políticos, litúrgicos, doutrinários e ritualísticos. O principe Luiz Philippe de Orleans e Bragança foi quem abriu a XXII Jornada Maçônica.
Maçons foram os primeiros a ouvir os fundamentos de uma nova carta magna a ser proposta ao país
O novo texto que será apresentado brevemente para debate, contém  proposta de uma nova Constituição para o Brasil e está sendo trabalhada por uma equipe de livres pensadores e juristas, sob coordenação do cientista político o principe Luiz Philippe de Orleans e Bragança – um dos herdeiros da Família Imperial brasileira tirada do poder pelo golpe de 15 de novembro de 1889. O anúncio foi feito pelo Príncipe, durante a XXII Edição da Jornada Maçônica do Estado de São Paulo, para um público acima de 300 maçons no auditório da UniSant’Anna.
Caráter Internacional
Veio por conta dos 300 anos da GLUI – Grande Loja Unida da Inglaterra convidada especialmente este ano o irmão Paul Edward Platt, Past GM Adj. da Grande Loja Distrital da América do Sul, Divisão Norte, da GLUI, cujo tema: “300 anos da Grande Loja Unida da Inglaterra e a Maçonaria Inglesa no Brasil”, nos proporcionou saber por exemplo que na Inglaterra, temos 7.500 Lojas, 1.600  em Londres com mais de 300.000 obreiros, que a eleição do Grão Mestre é anual e  nunca interfere nas relações internas das Potências e Obediências, nem em outros países, deixando para que o entendimento e o consenso seja a linha mestra a indicar o caminho a ser seguido, para os reconhecimentos. No momento presente a Inglaterra reconhece atualmente o Grande Oriente do Brasil, reconhecido em 1822. Em 2001 a Grande Loja do Estado de São Paulo, a Grande Loja Maçônica do Rio de Janeiro e a Grande Loja de Minas Gerais. Em 2008 a Grande Loja do Espírito Santo e recentemente em 2017 a Grande Loja do Rio Grande do Sul proporciona a XXII Jornada, por reunir centenas de irmãos e de Lojas, a oportunidade de dialogar por amostragem com todas as potências regulares brasileiras, apresentando e defendendo seus temas, muitos dos quais serão transformados em livros dada a importância do conteúdo abordado.