Grupo assume escolinha de lata

content image

 

Crise, corrupção, entidades políticas desmoralizadas, roubo ao erário, etc,  este é o quadro de um Brasil decadente e sem futuro, consequentemente, prejudicando o povo. Porém, nem tudo esta perdido nesse mar de lama em que o PT jogou a Nação, pois, um grupo de cidadãos mostra a sua cara e toma as devidas providências com relação a um equipamento municipal que foi, praticamente,  abandonado ao Deus dará. Trata-se da antiga “escola de lata” do Parque do Carmo, na Rua Joaquim Ferreira de Oliveira, junto a Igreja de Nossa Senhora do Divino Pranto. O equipamento tem várias atividades culturais, esportivas e sociais, coordenadas por alguns líderes da comunidade, porém, sem mais nem menos foi abandonado e ficou sob a égide da GCM-Guarda Civil Metropolitana que, para o desagrado da comunidade, estava entregando-o para uma associação religiosa de umbanda. Preocupados com a situação, liderados pelo empresário Wagner Bonetti um grupo de líderes da comunidade solicitaram uma providência por parte do prefeito regional, o médico Jacinto Reyes, no que foram prontamente atendidos e adotaram o equipamento em regime de PP-Participação Privada e, para tanto, estão providenciando os documentos necessários para a tomada da posse de direito, haja vistas que a posse de fato já existe onde são desenvolvidos vários programas como: Orquestra de Violeiros ( aos Domingos), Zumba, ( 2ª, 4ª e 6ªs feiras), Balet, 3ª, 5ªs e sábados), Capoeira, ( 2ª, 4ª e Domingos),Taekwondo, ( 4ª feira) , NA – Narcóticos Anônimos, Atividades para a Melhor Idade e Artesanatos. A princípio assumem a responsabilidade pela Associação os senhores: Wagner Bonetti, Elias Aracati de Paiva, Lídio da Conceição Pereira, Elizabete Aparecida Moreira Costa, Israel Borges de Santana, Edna Maria Diniz.