Reajuste de IPTU para 2015

content image
Proposta orçamentária elaborada pelo prefeito Fernando Haddad (PT) reserva R$ 1,1 bilhão para as 32 regionais, ou seja: 8,3% menor do que o aprovado para 2014, R$ 1,2 bilhão

Mudança pretende diminuir desigualdades entre bairros

Os bairros nobres de São Paulo terão os maiores aumentos na alíquota do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em 2015. Apesar de uma contribuição maior aos cofres públicos, essas regiões deverão receber investimentos inferiores aos das subprefeituras localizadas na Zona Leste da cidade. Pinheiros e Vila Mariana, por exemplo, terão reajuste do IPTU acima dos 10%, mas estão contemplados no orçamento do ano que vem com verbas até 30% menores do que as de São Mateus, Penha e São Miguel, que terão redução do imposto.
Sem considerar despesas relacionadas a custeios, a Subprefeitura de São Mateus terá um investimento prévio de R$ 54,9 milhões em 2015. Na média, os bairros que compõem a região (Iguatemi, São Rafael e São Mateus), com uma população de 426.794 habitantes, terão um desconto do IPTU de 9,93%. Em contrapartida, no distrito de Vila Mariana (344 mil habitantes), os contribuintes pagarão 10,7% de reajuste do imposto, mas contarão com R$ 35,2 milhões no orçamento. A Sé é a única exceção na capital, pois terá um aumento elevado do imposto e contará com orçamento de R$ 66,6 milhões em 2015.