Linhas de ônibus saturadas

content image

Desde que foi criada, a Linha 4310-10 E.T. Itaquera - Terminal Pq. Dom Pedro II tem atraído usuários da Linha 3-Vermelha do Metrô, e o número de passageiros que optam pela ligação sobre pneus não param de crescer

Longe de uma conclusão sobre qual meio de transporte deve receber mais investimentos para atender a região, passageiros de ônibus e metrôs têm aumentado significativamente, o que tem deixado os especialistas atrás de uma solução que parece longe de chegar. 
Há diversas faces do mapeamento do transporte urbano da cidade de São Paulo. Ainda mais em particular os últimos 2 anos, em que o governo do Estado com Geraldo Alckmin (PSDB) e a prefeitura com Fernando Haddad (PT) seguem duelando estratégias diferentes, o que concretiza um embate entre os líderes que nos representam no poder público.
Atualmente, a linha “4310-10 E.T. Itaquera - Terminal Pq. Dom Pedro II” tem uma média de 44,7 mil passageiros transportados por dia. A quantidade é mais do que o triplo (239%), do que os 13,2 mil registrados em setembro do ano passado.
Nos horários de pico, a linha opera com ônibus saindo a cada três minutos o que ainda não parece suficiente. Nas extremidades o pagamento da tarifa é feito no pré-embarque, o que agiliza a saída dos ônibus. O trajeto leva, em média, 55 minutos, mais tempo do que a linha 3-vermelha do Metrô, que realiza o trajeto em 30 minutos. No caso do metrô, há o efeito viagem negativa, o que segundo funcionários do próprio metrô, acabam lotando os vagões antes do calculado, pois essa viagem é feita por aquelas pessoas que optam em retornar uma ou mais estações para conseguirem assentos na estação Corinthians-Itaquera.
A demanda em Itaquera segue aumentando ano a ano, principalmente devido ao crescimento imobiliário da Zona Leste. Com isso, além da superlotação do metrô, a reestruturação de linhas também colaborou com o aumento na demanda. O eixo Itaquera-Centro é dotado de faixa exclusiva de ônibus, o que bem colaborando com o aumento na velocidade dos coletivos. Contudo, sem novos pontos de baldeação entre os meios de transporte, todo o investimento na ampliação da linha de metrô vermelha e ampliação do número de ônibus resulta em mais tumulto na estação central da cidade de São Paulo: Sé.