Crianças que falam outro idioma têm menos chances de desenvolver Alzheimer

content image

Crianças bilíngues, de acordo com pesquisas, se ajustariam mais facilmente a mudanças e podem se concentrar com menos esforços quando confrontadas com uma situação confusa.
Outro estudo apontou que pessoas que falam mais de uma língua tem menos chances de desenvolver o mal de Alzheimer. A explicação é que, como os bilíngues exercitam seus cérebros de forma diferente, eles poderiam atrasar o desenvolvimento da doença.
Diamond estima que pessoas que sabem falar mais de um idioma ficam protegidas por cinco anos a mais do Alzheimer.