O chocolate realmente é o grande vilão responsável pelas espinhas?

content image
Uma das grandes dúvidas das pessoas é se o consumo de chocolate está mesmo ou não relacionado ao surgimento de espinhas no rosto

Para muitos chocólatras, o pior efeito colateral do chocolate é o surgimento das espinhas. Será que o chocolate realmente causa espinhas?

Um estudo recente acompanhou sete pessoas que se ingeriram 50 gramas de chocolate todos os dias durante uma semana. Além disso, cada pedaço era composto de 30% de cacau puro. Depois disso, o sangue das “cobaias” era exposto à bactéria Propionibacterium acnes, que contribui para o crescimento da inflamação dermatológica.
Eles ainda foram expostos à bactéria Staphylococcus aureus, que também pode agravar o surgimento das malditas espinhas. Quando o sangue das pessoas foi exposto ao primeiro exemplo, ele produziu muito mais interleucina-1 Beta, um marcador de inflamação do sistema imunológico que sugeriu que a acne pode, sim, estar relacionada ao consumo elevado de chocolate!
“Embora possa haver um subconjunto de pessoas cuja acne é influenciada pela dieta, isso provavelmente não é verdade para todo mundo”, alertam especialistas. A inflamação pode ter fator genético e hormonal, além de estar relacionada a certos medicamentos. Portanto, a não ser que o seu dermatologista recomende que você pare de comer chocolate para evitar a acne, sinta-se livre para se deliciar com a iguaria! Afinal, pequenas quantidades desse doce contribuem, inclusive, para a redução do risco de ataque cardíaco e de acidente vascular cerebral. Apenas quantidades grandes podem, de fato, influenciar no surgimento das acnes, as famosas e indesejáveis espinhas.